O passo a passo para montar seu plano de aula no ensino híbrido

4 minutos para ler

O ensino híbrido é um modelo no qual há a junção do método de ensino presencial e online, visando trazer maior conforto e melhores resultados para seus alunos. Ele ganhou grande proporção com a pandemia e tende a continuar nos próximos anos, principalmente, por aliar flexibilidade e autonomia para o aluno.

Por isso, se você vai atuar com essa metodologia, é importante saber como traçar um plano de aula focado nas questões essenciais que estão ligadas com o modelo. Você tem dúvidas sobre isso? Continue lendo e não perca nosso passo a passo!

Escolha o método de aplicação do ensino

Um dos primeiros pontos é escolher qual será o modelo adotado para aplicação do conteúdo para os alunos. No ensino híbrido, tradicionalmente, temos 3 tipos mais utilizados:

  • Sala de aula invertida: os alunos acompanham os conteúdos em casa e depois eles vão conversar com os professores sobre eles;
  • Modelo de rotação: alguns alunos acompanham as atividades no presencial, enquanto outros estarão em casa. Esse modelo tem sido utilizado, principalmente, devido à pandemia;
  • Rotação individual: nesse modelo, o aluno pode acessar a escola de forma individual, revezando com os demais colegas.

Essa é a primeira etapa, pois, é a partir desta decisão que podemos definir os demais pontos que estão envolvidos com o plano de aula no ensino híbrido. Por exemplo, a definição dos materiais de apoio poderá variar se a aula é para um aluno individual ou, então, no modelo de sala de aula invertida.

Defina os objetivos da aula

Um primeiro ponto importante é entender quais são os objetivos com aquela aula específica e como ela está inserida dentro do contexto maior, ou seja, como ela compõe um degrau dentro da trajetória de ensino proposta para os alunos.

Lembre-se sempre que, para isso, é importante considerar as possibilidades da turma e de cada aluno. Por exemplo, não adianta pensar em metas que estejam além das capacidades cognitivas e, até mesmo, estruturais deles. Por exemplo, se é sabido que alguns deles não possuem uma boa conexão de internet, acompanhar um filme em tempo real pode ser complicado.

ensino híbrido

Insira possibilidades de compartilhamento de aprendizado

Uma das questões trazidas pelo ensino híbrido é, justamente, estar lado a lado com as metodologias ativas. Por isso, ao trazer a possibilidade de que os alunos estudem de forma autônoma e compartilhem seus aprendizados, faz com que se sintam mais integrados e engajados nas atividades.

Organização para cada tipo de aula

E, claro, não poderíamos deixar de falar sobre a importância de considerar as diferenças entre cada um dos tipos de aula. O aprendizado feito no ambiente presencial é diferente do online e, portanto, é fundamental considerar as peculiaridades de cada um deles.

Além disso, é importante considerar a produção de materiais para cada um desses espaços. Por exemplo, o ambiente virtual permite gerar ações de interação, entre elas, a adoção de gamificação para as atividades. Assim, você consegue proporcionar um maior engajamento deles nas atividades, o que reflete em aprendizados mais ricos.

Portanto, separe o que for focado para as ações presenciais e o que é destinado ao ambiente online, os recursos necessários

O ensino híbrido tem sido cada vez mais adotado, devido ao cenário de pandemia, e tende a ser cada vez mais utilizado nas escolas. Faça um bom plano de aula e aproveite para saber mais sobre esse modelo de ensino.

Para isso, acompanhe o nosso material com tudo que você deve saber sobre o ensino híbrido e dicas de como implantá-lo! Está imperdível! Não deixe de baixar.

Você também pode gostar

Deixe um comentário