Competências e habilidades Unesco para o século 21

3 minutos para ler

No relatório presente no livro “Educação: um tesouro a descobrir”, a partir das reflexões trazidas na Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) definiu as diretrizes que a educação deveria abordar para preparar crianças e jovens para o novo século.

Estamos avançado para a terceira década do século e torna-se cada vez mais importante que esses pilares de competências e habilidades passem a fazer parte do dia a dia na pedagogia. Vamos falar sobre eles a seguir. Boa leitura.

Aprender a conhecer

Esse primeiro pilar que reúne as competências e habilidades para o século XXI nos ensina a adquirir instrumentos de compreensão. Ou seja, como ensinar as crianças a aprenderem e buscar conhecimento?

Fato é que no século XXI, principalmente com as tecnologias digitais, temos um avanço significativo nas possibilidades de uma educação autônoma, na qual o professor tenha menos um papel hierárquico e muito mais um tutor que conduza o processo de forma adequada para auxiliar no aprendizado das crianças. Nesse ponto, trazer a metodologia ativa pode ser uma forma interessante de auxiliar a desenvolver esse pilar.

Aprender a fazer

Aqui a criança aprende como ela pode interferir de forma ativa sobre o meio envolvente a partir do aprendizado que teve antes. Ou seja, não basta apenas ter o conhecimento, é fundamental ter, também, a parte prática a partir daquilo que absorveu.

Por exemplo, a partir do aprendizado prévio ela pode aprender a construir objetos, gerar expressões artísticas, auxiliar na melhora do meio ambiente com o cuidado com plantas e animais, entre uma série de outras questões.

competências século 21

Aprender a viver juntos

Esse pilar da educação trazido pela UNESCO para o século XXI diz respeito a capacidade de estabelecer relacionamentos e cooperação em todas as atividades humanas. Com isso é possível ter, assim, formas de socialização com maior qualidade e, assim, estabelecer possibilidades de gerar relações mais saudáveis e apoio com seus iguais.

Assim, as atividades devem auxiliar para que as crianças possam aprender a interagir de forma saudável no dia a dia e, assim, possibilitar que se tornem adultos mais sociáveis e cooperativos no futuro.

Com as tecnologias digitais, temos também um maior volume na demanda de trabalhos coletivos e, portanto, precisamos preparar as novas gerações para este cenário.

Aprender a ser

Por fim, a quarta competência trazida pela UNESCO para a educação do século XXI é aprender a ser. Esse é um ponto que integra todos os pontos anteriores, ensinando a criança a como manter a sua autenticidade e sua expressão de si, seja nos seus modos de aprendizado, ao colocá-los em prática e em relação com outras pessoas.

As competências e habilidades trazidas pelo documento da UNESCO ainda são bem atuais e, portanto, é fundamental considerar a importância que elas possuem para a educação para o século XXI. Isso influencia, por exemplo, na adoção da metodologia ativa, ensino híbrido, educação inclusiva, entre uma série de outras questões. Portanto, é fundamental estar atento para essas discussões nessa área.

Para mais conteúdos como esse, assine nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.

Você também pode gostar

Deixe um comentário