BNCC e Metodologias ativas, qual a ligação?

4 minutos para ler

Os profissionais de educação do futuro precisam lidar com uma série de mudanças que estão ocorrendo socialmente e que impactam consideravelmente o aprendizado das crianças. Com isso, é natural que o Ministério da Educação faça alterações significativas para trazer essa adequação para os novos tempos. E um dos pontos é a entrada em vigor da nova BNCC.

Mas afinal, BNCC e metodologias ativas possuem alguma ligação? Se sim, como ela ocorre? Mostraremos a seguir os principais pontos de contato para que você entenda mais sobre o assunto. Vamos juntos?

O que é o BNCC?

O BNCC (Base Nacional Curricular Comum) é um documento norteador importante para as ações no ensino básico (principalmente infantil), trazendo diretrizes que tornem as ações nas diferentes localidades com uma base comum.

Ou seja, os profissionais de educação devem trabalhar com essas questões no dia a dia, seguindo as diretrizes trazidas, desenvolvendo as competências estabelecidas no documento. Criado pelo MEC, ele entrou em vigor em 2020 e eventualmente sofre mudanças para que possa adequar-se para o novo cenário.

O que são as metodologias ativas?

Para que se possa entender a correlação entre metodologias ativas e o BNCC, é importante compreender o que são essas metodologias. Trata-se de uma nova abordagem metodológica de ensino e aprendizagem, no qual o aluno é colocado no centro do processo.

Ou seja, o aluno torna-se protagonista dos processos, tendo um papel importante no seu próprio processo de aprendizado. Assim, substitui-se a centralização do papel do professor, que passa a ser muito mais um tutor, auxiliando nas descobertas dos alunos no dia a dia e potencializando suas experiências.

Isso incentiva, inclusive, que o aluno continue potencializando seus aprendizados até mesmo fora da escola, mantendo-o estimulado continuamente. Com isso, é possível ter um aprendizado mais empoderador e que auxiliará o aluno não só no seu conhecimento mas, também, no seu crescimento pessoal.

Qual a ligação entre BNCC e metodologias ativas?

Mas afinal, o que esses dois pontos, que parecem tão destoantes, possuem em comum? Pois é, BNCC e metodologias ativas estão mais ligados do que você pode imaginar. Algumas das competências que devem ser desenvolvidas nos alunos estão intimamente ligadas com princípios das metodologias ativas e, portanto, abre-se espaço para um maior desenvolvimento dessas questões no dia a dia pedagógico.

Temos, por exemplo, como orientação na BNCC:

  • Valorização e uso dos conhecimentos de sala de aula para a compreensão da realidade;
  • Incentivo ao exercício livre da curiosidade intelectual no contato com a ciência;
  • Desenvolvimento de senso estético;
  • Facilitar o uso de tecnologias e meios de comunicação de forma ética, crítica e reflexiva.

Não é difícil alinhar isso com as metodologias ativas, não é mesmo? Mas se você ainda não conhece muito delas, ajudamos a esclarecer. Com a autonomia do aluno, ele consegue associar aquele aprendizado com a sua realidade, com aplicação real daquilo que está sendo passado em sala de aula.

Além disso, as metodologias ativas incentivam, justamente, que os alunos tenham criatividade e investiguem sempre novas possibilidades, tendo uma postura proativa e crítica sobre o aprendizado, e não sendo apenas um receptor de conteúdo.

Assim, podemos ver como a BNCC consegue impulsionar a adoção das metodologias ativas no ensino básico. Por isso, torna-se tão importante que os especialistas em educação conheçam mais sobre ela.

Se você ainda tem dúvidas sobre as metodologias ativas, leia nosso artigo e tire suas dúvidas sobre o tema!

Você também pode gostar

Deixe um comentário