Você sabe o que é educação híbrida? Conheça 2 exemplos

4 minutos para ler

A adoção de novas tecnologias e todas as mudanças sociais surgidas a partir da transformação digital permitiu verdadeiras mudanças na forma de ensino. Entre as diversas mudanças podemos incluir as metodologias ativas e, também, o ensino híbrido.

Essa é uma das grandes tendências para este século e é fundamental que os profissionais de educação entendam o que é e conheçam alguns exemplos de sua aplicação. Vamos juntos neste processo? Aproveite e tire suas dúvidas.

O que é educação híbrida?

A educação híbrida (também chamada de blended learning) diz respeito à junção de ensino presencial e ações de ensino online, utilizando a tecnologia para este fim. Contudo, não é simplesmente adotar atividades realizadas mediadas por computador. O processo de aprendizagem por meio de tecnologias precisa ser pensado para este meio, e não apenas a transposição da aula presencial para o online.

Conheça 2 exemplos de educação híbrida

Diante disso, você pode estar se perguntando: ok, como, então, eu adoto a educação híbrida no meu dia a dia educacional? Para isso, separamos 3 exemplos importantes que vão ajudar você neste processo. Vejamos a seguir.

1. Laboratório e aulas presenciais

Uma das formas mais implementadas atualmente no Brasil de ensino híbrido é o uso da combinação de laboratório e aulas presenciais. Para isso, o professor pode passar quais são as temáticas para a próxima discussão, levando-os para um laboratório de informática.

No local, eles farão todas as pesquisas necessárias para ter um primeiro contato com o tema, aprofundar com outras questões e ter autonomia para buscar mais informações. No próximo encontro, forma-se o debate sobre determinado tema.

Os alunos, assim, vão trazer suas impressões, dúvidas, cada um vai abordar o que aprendeu de novo, poderão discutir pontos de vista, entre uma série de outras questões importantes. Com isso, envolve-se, também, a experiência de cada um no processo.

Pode-se, a partir disso, propor surgimento de projetos, aplicar os conceitos na prática, tirar dúvidas, entre outras atividades. Esse tipo de atividade é interessante, pois auxilia na autonomia de aprendizado do aluno, bem como o auxilia a pensar criticamente sobre os temas.

educação híbrida

2. Aprendizado entre times

Outro exemplo de ensino híbrido é a realização de aprendizado entre times. Nesse tipo de experiência, não é preciso que todos estejam no mesmo nível educacional – ou seja, pessoas de diferentes idades são agrupadas, segundo características e interesses.

É dado um tema para cada grupo e, assim, os grupos vão se autogerenciando no processo de aprendizagem, supervisionados pelos professores. Eles funcionam muito mais como mentores do que como educadores.

Assim, há atividades de mentoria e, também, ensino, quando necessário, que se assemelha mais com as aulas tradicionais. Os processos são guiados por uma metodologia própria, focada para o ensino híbrido, oferecendo, assim, a orientação necessária para que a experiência agregue, de fato, positivamente, para o aprendizado dos envolvidos.

Pode-se pensar, por exemplo, em projetos práticos, para soluções de problemas, envolvendo times que tenham interesses em comum. Isso auxilia, também, no desenvolvimento social dos alunos.

Assim, o ensino híbrido é uma tendência cada vez maior e tem ganhado força no Brasil. Por isso, é importante estar atento e, assim, estudar como é possível trazer isso para sua atuação educacional.

Então aproveite e entenda tudo que você precisa saber sobre educação híbrida em nosso material e tire suas principais dúvidas sobre o tema.

Você também pode gostar

Deixe um comentário