Saúde do trabalhador: 4 doenças relacionadas ao trabalho

saúde do trabalhador
3 minutos para ler

Cada vez mais há uma maior exigência do mercado para profissionais de saúde do trabalho. Isso porque, para além das eventuais sanções legais, as empresas também estão atentas para oferecer um ambiente com maior qualidade de vida e tranquilidade para seus colaboradores.

Por isso, os profissionais de saúde do trabalho devem estar atentos para quais são aquelas com maior incidência e saber, principalmente, quais são as medidas que devem implementar nos negócios para minimizar sua ocorrência. Confira a seguir as principais delas e tire suas dúvidas.

1. DORT

DORT é a sigla para Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho e é uma das doenças dessa natureza com maior incidência na população economicamente ativa. Está relacionada, principalmente, com problemas causados por questões de ergonomia de trabalho.

Por exemplo, a lombalgia causada por estar tempo demais sentado sem postura, utilizando uma cadeira inadequada para sua atividade, pode causar dores que, a longo prazo, comprometam a qualidade de vida do colaborador.

Além disso, outros problemas também podem ser caracterizados como DORT, entre eles:

  • tendinite de ombro, cotovelo e punho;
  • lombalgias (dores na região lombar);
  • mialgias (dores musculares causadas em diversas regiões do corpo).

2. Surdez definitiva ou temporária

Ambientes que tenham uma alta exposição a ruídos no dia a dia, para além dos indicados pelas Normas Regulamentadoras existentes, podem gerar quadros de perda de audição, conseguindo chegar, até mesmo, a situação de surdez temporária ou definitiva.

Esse tipo de doença relacionada ao trabalho gera perda de sensibilidade auditiva e, assim, pode ocorrer de forma temporária, ou seja, é possível minimizar os efeitos com tratamento adequado e, assim, recuperar a situação anterior. Ou, ainda, dependendo da extensão do caso, pode ser também definitiva.

Os médicos do trabalho devem estar atentos a essas questões, principalmente, porque o colaborador pode não perceber a evolução do quadro, por ser uma situação que ocorre de forma silenciosa e lenta.

3. Sofrimentos psíquicos relacionados a trabalho

Um cuidado cada vez maior que deve ser tomado é em relação a doenças relacionadas a trabalho que afetem a saúde mental dos colaboradores. Ambientes que coloquem as pessoas sob pressão, entre outros pontos, podem levar a situações tais como:

  • depressão;
  • transtorno de ansiedade generalizada;
  • síndrome do pânico;
  • síndrome de burnout;
  • estresse crônico.

4. Dermatite alérgica de contato

A dermatite alérgica de contato é uma doença relacionada a trabalho que ocorre, principalmente, por substâncias que são manipuladas no dia a dia laboral que podem causar reações cutâneas alérgicas. Estão no rol das manifestações de dermatite alérgica:

  • ulcerações;
  • dermatites;
  • infecções cutâneas;
  • câncer de pele, entre outros.

As doenças relacionadas a trabalho merecem atenção não só para um diagnóstico precoce eficiente, mas também para trazer mecanismos de proteção para os colaboradores. Por exemplo, no caso da dermatite, indicar não só os EPIs obrigatórios, mas outros mecanismos de manipulação dos patógenos de forma segura, evitando que desenvolvam-se problemas para os funcionários.

Por isso, os médicos do trabalho são muito importantes nesse cenário e, portanto, é cada vez mais comum que os negócios contratem pessoas para trabalhar nesses ambientes e proteger a saúde do trabalhador.

Para saber mais sobre essa área, leia nosso artigo e tire suas dúvidas sobre o tema.

Você também pode gostar

Deixe um comentário