Quais são as 53 especialidades médicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina?

ESPECIALIDADES MÉDICAS
4 minutos para ler

Formar-se em medicina é apenas o primeiro passo para uma carreira de sucesso. Afinal, ainda há um segundo passo após esse momento: escolher a especialidade médica com a qual deseja atuar. Mas afinal, quais são as opções existentes? E como cada uma delas atua?

Como são muitas questões, vamos auxiliar você mostrando todas elas! Continue lendo e confira as 53 especialidades médicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina. Boa leitura!

Por que o Conselho Federal de Medicina regula as especialidades médicas?

O CFM é o órgão regulador da profissão no país. Assim, ele tem a autonomia de definir quais são as especialidades que podem atuar no país e quais não tem reconhecimento, por talvez não terem ainda respaldo científico para sua atuação. Por isso, é fundamental estar atento a essa lista.

ESPECIALIDADES MÉDICAS

Quais são as 53 especialidades médicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina?

Vamos apresentar a seguir uma lista com as 53 especialidades médicas reconhecidas pelo CFM, com uma breve explicação sobre cada uma delas. Confira:

  • Alergia e imunologia: são os profissionais relacionados com o diagnóstico de questões que possam estar relacionadas com alérgenos ou que ataquem a imunidade do paciente;
  • Anestesiologia: realiza os processos de manejo de dor, trazendo maior conforto para o paciente por meio de analgésicos e anestésicos;
  • Cardiologia: cuida do sistema cardiovascular (coração e circulação sanguínea);
  • Cirurgia geral: realiza procedimentos cirúrgicos em diversas partes do corpo;
  • Clínica médica: está relacionado com os aspectos sistêmicos do corpo. Normalmente são profissionais alocados no atendimento primário ou atenção básica;
  • Dermatologia: especializado em patologias de pele;
  • Endocrinologia e metabologia: oferece atenção a eventuais distúrbios de metabolismo e do sistema endócrino;
  • Endoscopia: está relacionado com diagnóstico e cirurgia relacionados com instrumentos endoscópicos de imagem;
  • Gastroenterologia: especialista do sistema digestivo;
  • Geriatria: especialista relacionado com envelhecimento;
  • Ginecologia e obstetrícia: profissional especialista nos cuidados com a saúde feminina, em todos os momentos da vida, bem como oferece cuidados no período gestacional;
  • Hematologia e hemoterapia: responsável pelo diagnóstico e tratamento de patologias relacionadas com elementos do sangue, bem como aplicações terapêuticas;
  • Infectologia: aborda questões de infecções virais, bacterianas, fúngicas, bem como atua em eventos epidemiológico;
  • Medicina da família: realiza abordagem preventiva e de cuidados de problemas de saúde inseridos no ambiente familiar e, até mesmo, da comunidade local;
  • Medicina do trabalho: especialista responsável por ações preventivas e tratamentos de doenças ocupacionais;
  • Medicina intensiva: profissional responsável pelos cuidados de pacientes em situação de risco de morte. Normalmente ficam alocados em UTIs e CTIs;
  • Medicina legal e perícia médica: responsável por atuar em investigações criminais e periciais;
  • Nefrologia: atua sobre o sistema renal;
  • Neurocirurgia: atua sobre sistema nervoso central e periférico, podendo realizar procedimentos cirúrgicos;
  • Neurologia: atua sobre aspectos clínicos dos problemas no sistema nervoso;
  • Nutrologia: realiza investigações sobre distúrbios alimentares;
  • Oftalmologia: atua sobre as estruturas oculares;
  • Oncologia: realiza diagnósticos e tratamentos sobre os mais diferentes tipos de câncer;
  • Ortopedia e traumatologia: especializado nas patologias relacionadas com músculos e ossos, bem como oferece suporte e tratamento em casos de fraturas e outros tipos de traumas;
  • Otorrinolaringologia: especialista nas estruturas de ouvido, nariz e garganta;
  • Patologia: profissional que pesquisa origem e o desenvolvimento científico e clínico das doenças;
  • Pediatria: especialista em prevenção, diagnóstico e tratamento de patologias no público de crianças e adolescentes;
  • Pneumologia: especialista em questões relacionadas com o sistema respiratório;
  • Psiquiatria: profissional especializado em questões de saúde mental dos indivíduos;
  • Reumatologia: especialista em questões relacionadas com eventuais doenças articulares e reumatoides;
  • Urologia: especialista em vias urinárias e órgãos genitais masculinos.

Como escolher a especialidade para investir em sua carreira?

Diante de tantas opções, como escolher aquela que, realmente, vale a pena para investir em sua carreira? Muitos são os critérios que você deve pensar para tomar essa decisão:

  • aquelas que estejam em alta no mercado;
  • aquelas que possam proporcionar uma boa remuneração e qualidade de vida ao mesmo tempo;
  • aquelas que estejam mais alinhadas com seus propósitos de vida;
  • aquelas que estejam mais próximas do seu perfil profissional.

Contudo, como dosar cada um desses pontos? Se você ainda tem dúvidas sobre qual especialidade médica escolher, faça nosso quiz! Ele ajudará você a tomar a melhor decisão!

Você também pode gostar

Deixe um comentário