O que é Registro de Qualificação de Especialista (RQE)?

RQE
3 minutos para ler

Formar-se em medicina é um dos grandes sonhos de muitas pessoas. Contudo, com a popularização dos cursos de graduação, temos cada vez mais profissionais que estão formando nessa área, tornando-se necessário que os recém-formados busquem formas de diferenciar-se e obter melhores oportunidades.

Por isso, cada vez mais torna-se mais comum que os profissionais busquem especializar-se na área médica. E um dos pontos que merece atenção nisso é a obtenção do Registro de Qualificação de Especialista (RQE). Esse termo é novo para você? Então tire suas dúvidas a seguir e saiba mais sobre o tema.

O que é o Registro de Qualificação de Especialista (RQE)

O Registro de Qualificação de Especialista (RQE) é um documento emitido pelo Conselho Regional de Medicina (CRM), que identifica o profissional de medicina como um especialista em uma determinada área de atuação.

Ele é obtido quando há a conclusão da Residência Médica (reconhecida pelo CRM) ou, então, quando o profissional é aprovado em uma prova de título de especialista, aplicada pelo CRM.

Quando você for aprovado, receberá um número de RQE, que estará disponível para consulta no site do Conselho Federal de Medicina (CFM) para consulta de todos os seus pacientes e possíveis recrutadores.

A importância do RQE

O RQE, tal como o número do CRM, é uma forma de identificação do profissional para a comunidade. Ou seja, qualquer pessoa pode confirmar o registro profissional e de especialista daquela pessoa no site do CFM.

Isso é fundamental, pois apenas os médicos com o RQE podem atender nas especialidades em que possuem habilitação. Ou seja, apenas dermatologistas com RQE podem atuar como tal. E eles só podem atuar dentro das áreas que sejam especialistas. Assim, se o profissional só tem o RQE de dermatologia, não pode atuar como cirurgião plástico, mesmo que em procedimentos semelhantes aos de dermatologia.

RQE

O que acontece se o profissional atuar sem o RQE

É importante ter ciência de que qualquer prática médica realizada fora do definido pelo código de ética profissional é passível de sanção, por meio de infração ética. Nesses casos, você pode responder a um processo ético-profissional perante o conselho.

E, caso eles concordem que se trata de algo razoavelmente grave, as chances de que você possa perder, até mesmo, o direito ao exercício da prática da medicina, são altos. E caso ocorra algum tipo de dano ao paciente, pode ocorrer, também, penalidades pela justiça.

Quem pode obter o RQE

A obtenção do RQE só pode ser concedida nas seguintes situações:

  • Quando o profissional possui um certificado de conclusão de especialização correspondente à especialização solicitada (por exemplo, uma pós-graduação);
  • Possuir título de especialista que tenha sido emitido por entidade de âmbito nacional integrante do conselho científico da AMB;
  • Ter completado a residência médica, segundo as diretrizes do CFM.

O RQE é um ponto importante para trazer maior segurança e controle tanto para os pacientes quanto para recrutadores, de forma a garantir que estarão sempre nas mãos de profissionais íntegros e sérios, evitando problemas com fraudes e pessoas que estejam exercendo práticas de forma inadequada.

Obter o RQE é uma forma de trazer um diferencial para sua carreira médica. É importante, também, estar atento sobre o processo de obtenção do RQE. Você sabe como isso é feito?

Leia nosso artigo e aproveite para tirar suas dúvidas sobre como obter o RQE.

Você também pode gostar

Deixe um comentário