Carreira médica: 4 características para ser um bom médico

carreira médica
4 minutos para ler

Além da especialização e o conhecimento técnico para atuar como médico, há uma série de questões importantes que devem ser observadas, treinadas e estimuladas ao longo da sua carreira para tornar-se uma referência na área. Com isso, é possível tornar-se um melhor profissional e atingir seus propósitos com o exercício da sua profissão.

Mas o que é necessário para se tornar um bom médico? O que está envolvido nisso? Quais características esse profissional deve ter, além do grande conhecimento sobre a área?

Tem interesse nisso? Então confira 4 características para ser um bom médico e veja como ter a carreira médica dos sonhos. Boa leitura!

1. Ter empatia

Uma característica fundamental para ser um bom médico e ter uma boa carreira médica é ter empatia. Esse é um ponto que permite prestar um atendimento humanizado para seus pacientes, seja na atenção primária, secundária ou em casos de emergência.

Seus pacientes vão buscar o atendimento com profissional especializado para cuidar de aspectos de saúde, que muitas vezes podem estar tirando o sono daquela pessoa. Uma abordagem empática é fundamental para que ela se sinta acolhida em um momento que, muitas vezes, pode ser delicado.

Quer ver um exemplo? Uma pessoa que esteja extremamente preocupada e ansiosa, por estar com sintomas de Covid-19 pode ter passado por uma perda recente, o que justificaria a sua preocupação. Por isso, a abordagem acolhedora é importante para que ela possa se sentir melhor.

2. Ser um bom ouvinte

Não só para demonstrar empatia, mas também é fundamental que um bom médico saiba ouvir quem está à sua frente. Muitas vezes, informações importantes são ditas pela pessoa e quando não é ouvido, pode deixar passar questões essenciais para um diagnóstico mais eficiente.

Por exemplo, perguntar e ouvir sobre hábitos de vida do paciente permite identificar uma eventual origem de uma dor crônica, podendo ser ocasionada por uma lesão, problemas posturais, entre outros pontos. Isso elimina a necessidade de realizar, muitas vezes, uma bateria de exames de forma desnecessária.

carreira médica

3. Ser organizado e pontual

Isso vale, principalmente, para os médicos que atuam em clínicas e consultórios, mas, também, é válido para aqueles que trabalham no serviço público e em hospitais. A organização e pontualidade permite gerar uma maior agilidade nos atendimentos, fazendo com que seus pacientes não estejam incomodados com o tempo demasiado de espera e atrasos.

Além disso, se você desorganiza sua agenda, provavelmente ficará muito mais tempo no consultório do que esperava, não conseguindo aproveitar melhor o seu dia, dentro do que esperava.

4. Ter uma comunicação clara e assertiva

Muitos dos termos utilizados na área da medicina são desconhecidos para boa parte dos pacientes. Lembre-se que eles, na maioria das vezes, não possuem o mesmo nível de conhecimento que você e, portanto, podem ficar confusos com algumas terminologias.

Por exemplo, muitas pessoas podem não entender o que é um “hemograma”, mas entendem com maior facilidade o que é um “exame de sangue”. Portanto, sempre busque falar de uma forma que possa trazer maior compreensão e sempre questione se, de fato, ela entendeu o que você falou.

Tornar-se um bom médico é uma forma importante para conseguir alavancar sua carreira médica e, ao mesmo tempo, garantir que seus pacientes terão o melhor atendimento. Por isso, esteja sempre atento se está trazendo essas características para sua rotina.

E para auxiliar em outros pontos que podem potencializar sua carreira, baixe nosso material “Pós em medicina: qual a importância do médico se especializar e ser referência em sua área de atuação”!

Você também pode gostar

Deixe um comentário