Perito Médico: 3 coisas que o juiz quer saber de você!

3 minutos para ler

Ao formar-se como perito médico, você tem diversos campos de atuação. Um deles, que poucas pessoas fora da área sabem, é que esses profissionais podem ser nomeados por um juiz para responder questões importantes sobre litígios.

Isso vale para diversas áreas: trabalhista, penal, civil, entre outras. Por isso, é importante que os médicos que desejem trabalhar como perito médico tenham ciência sobre quais são as questões que o juiz quer saber de você nesse momento. Vamos trazer 3 pontos que vão ajudá-lo nessa compreensão. Boa leitura.

1. Avalia se determinado quadro foi causado mesmo por problemas no trabalho

Um dos primeiros pontos que você deve saber é que os juízes tendem a chamar os peritos médicos para avaliarem disputas na área trabalhista. Aqui no Brasil temos um alto índice de processos nessa área e, portanto, há uma forte demanda de avaliações e perícias nessa área.

Por exemplo, um profissional pode entrar com um processo para reclamar que uma doença que ele ganhou foi causada por problemas no ambiente organizacional (vamos supor que seja uma surdez parcial) e a empresa discorda. Cada um dos lados possui seus profissionais que vão emitir laudos alegando que seus clientes possuem razão. Como resolver esse litígio?

Uma das formas é contar com uma terceira parte, que não tem interesse e fará a avaliação de forma autônoma. Assim, o perito médico é convocado para fazer isso e responder se aquela doença é, de fato, do trabalho ou não.

perito Médico

2. Quer saber questões encontradas na perícia médico-legal

O perito médico tem, também, a obrigação de responder, quando convocado, questões relacionadas com a perícia médico-legal em caso de crimes. Isso é importante para responder eventuais brechas que podem ficar em aberto na perícia criminal realizada pela polícia civil.

Por exemplo, o laudo de um perito pode responder se um determinado caso foi um crime ou um acidente. Com isso, é possível solucionar um eventual crime. Isso vale desde assassinatos a crimes de violência doméstica. Esse é um papel muito forte e que exige uma forte responsabilidade por parte dos profissionais.

3. Avaliar se realmente aconteceu um erro médico em um procedimento

Em casos de litígio que envolvam a área médica, também é chamado um terceiro médico para avaliar o caso e, assim, verificar se o profissional realizou o processo de forma adequada ou se ocorreu algum erro médico.

Por exemplo, um paciente entra com um processo, pois acredita que foi lesado em um procedimento médico (por exemplo, danos causados em uma cirurgia plástica) e o profissional alega que o resultado ruim foi por descuido no pós-operatório.

Nesse caso, o juiz chama um perito médico para avaliar o quadro e trazer um laudo independente sobre a situação.

O perito médico, portanto, tem uma grande responsabilidade para responder as dúvidas que o juiz traz no dia a dia. Por isso, é fundamental que você esteja atento para especializar-se e atender essas demandas.

Por isso, é importante especializar-se com uma pós-graduação em Perícias Médicas. Conheça o nosso curso e tire suas dúvidas sobre o tema.

Você também pode gostar

Deixe um comentário