O que é a educação 4.0 e o que esperar desse tipo de transformação?

educação 4.0
4 minutos para ler

Você sabia que o termo educação 4.0 está diretamente relacionado com as revoluções industriais? Voltando um pouco na história, cada revolução representou um passo importante para a indústria. Na quarta, a tecnologia e a digitalização foram os grandes marcos.

Assim como no ramo industrial, na educação, também percebemos esse avanço. Cada vez mais, a tecnologia pode ser encontrada em uma sala de aula, seja pelo aparelho celular, seja pelos computadores, seja pelos recursos audiovisuais.

No entanto, não é só isso! Mais importante que os equipamentos eletrônicos, a educação 4.0 envolve uma mudança no sistema de ensino. Ela prepara gestores, professores e ambiente físico para a aliança entre ensino e tecnologia. Como isso é possível? Veja a seguir!

Entenda como é na prática

Com o desenvolvimento de novas tecnologias e de novos modelos de interação, algumas características do ensino tradicional estão ficando ultrapassadas. Cada vez mais, o acesso à informação tem sido aprimorado, o que ajuda a personalizar o ensino.

Isso garante ao aluno maior autonomia no âmbito de buscar informações a qualquer hora e de qualquer lugar. Assim, o papel do professor passa por uma transformação, principalmente deixando de ser ele o único responsável por repassar conhecimento.

A teoria, que antes ficava restrita à lousa e ao giz, começa a dar lugar para a prática. Os alunos, que antes eram agentes passivos, começam a ser ativos no próprio aprendizado. Todas essas mudanças criam expectativas, mas também requerem atenção dos educadores. 

Saiba o que esperar da educação 4.0

Dizer que a educação acompanha os avanços tecnológicos não significa apenas colocar equipamentos dentro da sala de aula. A mudança é mais profunda e necessita de uma reavaliação das metodologias de ensino.

Os equipamentos devem ser vistos como mediadores do ensino, ou seja, representam instrumentos de interação e de aprendizado. Além disso, os professores também assumem o papel de mediadores, no sentido de apenas orientarem o aluno na própria caminhada rumo ao conhecimento.

De fato, o processo de aprendizagem será mais autônomo com a educação 4.0. Porém, os gestores devem avaliar maneiras de proporcionar isso, como uma mudança espacial nas salas de aula. Um ambiente mais colaborativo viabiliza a coletividade e o maior interesse dos estudantes.

Veja as perspectivas para o futuro

Afinal, o que podemos esperar com tantas mudanças? Sem dúvidas, a primeira alteração é no ambiente, cada vez mais digital e aberto para tecnologias. Na sequência, espera-se o bom uso da tecnologia, que deve ser planejado a fim de desenvolver as habilidades dos alunos.

Exemplo disso é a educação a distância, que utiliza meios de comunicação para a propagação do conhecimento. Assim, você já pode perceber como a educação 4.0 será sinônimo de novas oportunidades para muitas pessoas, certo?

Por fim, não podemos falar de futuro sem pensar nas próximas gerações. A tecnologia implementada em sala de aula desde a infância vai proporcionar aos pequenos a possibilidade de associar criatividade e recursos digitais — tudo, claro, nas devidas proporções!

Não se esqueça de um detalhe importante: a educação 4.0 é muito promissora, mas as mudanças já devem ocorrer de maneira gradual. Sendo assim, os gestores devem avaliar as necessidades dos seus alunos e preparar os espaços para aprendizagem. Além disso, os professores devem passar por capacitação no que diz respeito às técnicas de uso e de implementação. O bom planejamento é um dos pontos-chave para o sucesso do ensino!

Você já teve contato com a tecnologia no aprendizado? Deixe nos comentários como foi a experiência!

Você também pode gostar

Deixe um comentário