Qual o papel da liderança feminina no Brasil?

2 minutos para ler

As nuances da liderança são temas recorrente no ambiente corporativo, com o entendimento dos direitos e deveres de cada um! Hoje em dia, em especial, o poder e a legitimidade da liderança feminina avançam nos setores públicos e privados, trazendo desafios diários na convivência entre homens e mulheres, na fixação das remunerações em face do desempenho das mesmas funções, na construção de espaços que permitam o pleno desenvolvimento das potencialidades femininas e no respeito aos direitos das mulheres.

Segundo dados governamentais de março de 2019, “Mulheres ocupam 43,8% dos cargos de chefia no país”, sendo que “Dos 2,6 milhões de empregos em cargos de chefia registrados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) em 2017, as mulheres somavam 1.143.821 vínculos empregatícios, 43,8% do total.  No entanto, a remuneração dessas trabalhadoras representa 69,8% do salário dos homens”.

(Fonte: http://www.economia.gov.br/noticias/2019/03/mulheres-ocupam-43-8-dos-cargos-de-chefia-no-pais).

Mulheres que lideram equipes, independente dos cargos e remunerações, mulheres que convivem diariamente em um ambiente muitas vezes predominantemente masculino, mulheres que superam desigualdades históricas e sociais e já são quase 50% do quadro das empresas! Vivenciamos momentos de conquistas!

Neste cenário ocupacional, o avanço da presença feminina em diversos setores é fruto de competência, preparação e determinação, de mulheres que são gestores de si antes de serem gestoras de equipes, de mulheres conhecedoras de seus direitos e deveres, em uma palavra: empoderadas!

O caminho profissional para todos é árduo e desafiador, cabendo as mulheres ocupar seus espaços profissionais por meritocracia, competência e apresentação de resultados, colocando-se profissionalmente com delicadeza e maestria, colaborando para a harmonia dos espaços e acolhimentos das pessoas.

A liderança feminina é essencial para traçarmos caminhos corporativos e estratégicos mais humanizados, equilibrando as necessidades humanas com a missão, visão e valores de cada empresa e, certamente, os resultados financeiros e econômicos serão decorrências naturais dos processos empresariais que respeitem os direitos trabalhistas e humanos de cada um!

Para aprofundar seus conhecimentos e competências sobre e para a liderança feminina, venha conhecer o programa de pós-graduação da Pólis!

Profª Me. Michele Cristina Souza Achcar Colla de Oliveira

Endereço para acessar meu CV: http://lattes.cnpq.br/2290237080060548

Você também pode gostar

Deixe um comentário