Qual o papel de um especialista em medicina da família?

médico dando uma consulta para família
4 minutos para ler

Muitas áreas da medicina, que até então não eram tão tradicionais, estão cada vez mais tomando maior importância no mercado. Estão entre elas, por exemplo, a Medicina do Trabalho, Perícia Médica, entre outras. Isso é reflexo de diversas mudanças sociais que estão surgindo e colocam algumas áreas em evidência.

A medicina da família, por exemplo, tornou-se uma opção interessante para quem deseja inserir-se em uma área na qual está crescendo cada vez mais no Brasil, principalmente, pela noção de comunidade que tem se fortalecido nos últimos anos e os cuidados necessários com o meio.

Vamos saber mais sobre o tema e tirar suas principais dúvidas. Boa leitura.

O que é um profissional de medicina da família?

O profissional de medicina da família é aquele no qual o especialista realiza o atendimento a um conjunto de pessoas de uma mesma família, realizando o acompanhamento ao longo de suas vidas. Seu objetivo, assim, é prestar assistência à saúde contínua, de forma integral e abrangente para uma comunidade.

Assim, é uma pessoa que realiza o acompanhamento do paciente não só quando há a presença de um problema, diferentemente do que ocorre na clínica. Por exemplo, uma pessoa vai ao cardiologista quando faz exames de rotina ou quando suspeita de algum problema. Já o médico de família realiza o acompanhamento constante, realizando procedimentos preventivos e orientando ações que auxiliam a garantir os cuidados necessários com uma determinada comunidade.

Esses profissionais tem uma importância tão grande que são responsáveis pela resolução de 75% a 85% dos problemas que surgem na comunidade na qual aquele médico atua. É importante saber que esses profissionais possuem uma visão global e holística da saúde do paciente, analisando todas as questões que implicam na saúde daquela família.

Quais suas linhas de atuação?

Os profissionais de medicina da família atuam em três frentes diferentes:

  • Prevenção de problemas de saúde;
  • Tratamento e cura;
  • Reabilitação dos pacientes;
  • Redução de danos causados por ações e questões de saúde;
  • Ações de promoção à saúde.

Assim, ele atua na articulação com a comunidade e as famílias atendidas, buscando melhorar a saúde e qualidade de vida dos envolvidos, auxiliando na formação social e organização dos ambientes. Assim, eles realizam as seguintes atividades no dia a dia:

  • Visitas domiciliares na casa das famílias atendidas;
  • Reuniões com as equipes responsáveis por aquela localidade (já que não são apenas os médicos que atuam nessa questão);
  • Reuniões administrativas no local;
  • Realização de atividades comunitárias;
  • Realização de atendimentos ambulatoriais;
  • Realização de pequenos procedimentos de saúde ao encontrar os pacientes.

Como tornar-se um médico de família?

Para tornar-se um especialista em medicina da família, você pode optar pela Pós-Graduação em Medicina da Família e Comunidade. No curso, você aprenderá as questões de Atenção Primária que estão envolvidas com as atividades dessa área, aprendendo uma abordagem sistêmica e integral dos indivíduos e da família dentro de uma comunidade. 

É uma oportunidade fundamental para uma boa carreira e que pode ser importante para trazer melhor qualidade de vida para famílias e comunidades inteiras. A medicina da família tem um papel fundamental na atenção primária

Gostou dessa possibilidade? Achou interessante? Então saiba mais informações sobre o curso e tire suas dúvidas.

Você também pode gostar

Deixe um comentário