Carreira em anestesiologia: como entrar na área

médicos fazendo uma operação
4 minutos para ler

A medicina oferece uma série de possibilidades para você que acabou de se formar e quer optar por uma especialização diferenciada, a fim de ter uma carreira de sucesso. Por isso, é importante saber mais sobre as diferentes áreas, para decidir qual delas é aquela com a qual terá maior afinidade. Afinal, a escolha da especialização é algo sério e impacta consideravelmente no seu futuro.

Já considerou tornar-se anestesista? É uma área com um bom mercado e que pode ser uma opção bem interessante, sabia disso?  Então continue lendo e veja como é a carreira em anestesiologia. Aproveite para tirar suas principais dúvidas sobre este tema e boa leitura!

Como é o mercado de anestesiologia?

Engana-se quem acha que essa área está limitada apenas à atuação no centro cirúrgico. Quem opta pela carreira em anestesiologia também está presente tanto no pré-operatório quanto no pós-operatório.

Assim, você precisa ter isso em mente ao escolher por esta especialização, já que isso será determinante para compreender como funcionará a sua rotina e buscar um maior crescimento na sua área.

Atualmente um anestesiologista ganha, em média, entre R$ 6 mil a R$ 12 mil, não tendo um piso específico para essa especialidade. Os valores podem variar de região para região, principalmente, naquelas que têm escassez de profissionais.

Isso porque, segundo os dados publicados na Demografia Médica no Brasil, lançados pelo Conselho Federal de Medicina, ainda há uma distribuição irregular dos profissionais em território nacional. Assim, alguns lugares oferecem valores consideráveis para atrair profissionais para suprir a carência no momento.

carreira em anestesiologia

Qual o perfil de quem entra no mercado de anestesiologia?

O profissional de anestesiologia é responsável por administrar os medicamentos necessários para diminuir ou eliminar a dor do paciente, além de realizar o monitoramento em tempo real das condições vitais da pessoa, já que as medicações interferem nisso.

Assim, alguns dos principais pontos de perfil profissional de quem deseja entrar nessa área são:

  • compreensão de algoritmos;
  • resistência à fadiga;
  • liderança;
  • resiliência emocional;
  • destreza manual;
  • empatia;
  • uma boa coordenação olho-mão;
  • boa capacidade de decisão;
  • saber lidar com cenários sob pressão;
  • saber trabalhar em equipe;
  • ter uma boa estruturação argumentativa para conversar com pacientes e familiares.

Outro ponto importante é que o profissional que opta pela carreira em anestesiologia precisa estar constantemente estudando, para atualizar-se com as melhores práticas aplicadas. Afinal, novas práticas, tendências, protocolos, entre outros, surgem com o tempo e, assim, é fundamental estar atento e buscar novos conhecimentos.

Como entrar no mercado de anestesiologia?

Uma das formas para começar uma carreira em anestesiologia é fazendo a residência na área. Segundo as diretrizes da Sociedade Brasileira de Anestesiologia, consta no programa 54 pontos, divididos em 3 anos de curso. Nesse período, o médico aprenderá pontos tais como:

  •  Ética médica e bioética;
  • Risco profissional do anestesiologista;
  • Preparo pré-anestésico;
  • Fisiologia;
  • Farmacologia;
  • Anestesia nas mais diferentes áreas de atuação (otorrinolaringologia, urologia, oftalmologia, entre outros);
  • Situações de choque;
  • Anestesia para além dos procedimentos do centro cirúrgico;
  • Gerenciamento do centro cirúrgico, entre outros.

Outra forma de se inserir na área é por meio do curso de pós-graduação. Contudo, para ganhar o título de especialista, será preciso realizar a prova de Registro de Qualificação de Especialização (RQE). Ainda assim, é uma opção para tornar-se ainda mais destacado, realizar o curso depois da residência, para complementar e aprofundar seus estudos.

Achou interessante essa possibilidade? Então aproveite e continue acompanhando nosso blog para saber mais sobre outras possibilidades interessantes para quem está começando sua carreira na área de medicina.

Você também pode gostar

Deixe um comentário